Após derrota, globo escala shows de brega para bater maisa no recife

Compartilhe no WhatsApp

ESTRATÉGIA

Maisa Silva em seu programa no SBT: Globo escala música brega após perder no Ibope em Recife

Depois de perder a liderança para a estreia do Programa da Maisa, em 16 de março, a Globo Recife escalou uma atração inusitada para brecar a audiência da jovem de 16 anos: shows de bandas de música brega que são famosas em Pernambuco. O programa será exibido até o próximo fim de semana, logo depois do Jornal Hoje, às 14h.

O especial, intitulado Capital do Brega Show, foi um evento produzido em 9 de março em parceria com a Prefeitura do Recife. Nele, vários nomes da tradicional música brega pernambucana mostraram seus grandes sucessos e animaram um púbico de 60 mil pessoas.

O projeto é baseado num documentário exibido na GloboNews em 2018 e mostra as histórias dos ídolos locais. O show iria ser exibido na TV, mas virou arma estratégica para a Globo no Recife depois do susto com a liderança da Maísa.

Na ocasião, a estrela adolescente ganhou no Ibope por 11,5 pontos a 10. A Globo exibiu um show especial de uma cantora chamada Edilza Aires, que mistura jazz com cancioneiro nordestino. Como Edilza flopou e o resultado da Maisa abriu o olho da Globo, decidiu-se fortalecer a faixa em abril.

O Capital do Brega Show deu resultados. No dia 6, quando mostrou os MCs, que flertam entre o brega e o funk, o programa marcou 11,8 pontos contra 7,5 de Maisa Silva. Já no dia 13, com enfoque no Brega Novo, foram 11,4 pontos ante 5,7 da adolescente do SBT.

O último especial, neste sábado (27), mostrará o Brega Clássico, que fez o ritmo durante os anos 1960, 70 e 80. No dia 20, o show não foi exibido porque a Globo mostrou o especial Paixão de Cristo para todo Norte e Nordeste do país.

Além de ter liderado a audiência no Recife na estreia, o Programa da Maisa conseguiu a ponta em São Paulo e em Fortaleza, conseguindo a primeira colocação em três capitais, algo raro para o SBT. Desde então, o programa tem marcado 7 pontos na capital paulista, mantendo a vice-liderança. No Recife, a audiência recuou, com médias de 5 a 6 pontos.

Situação já foi pior
A Globo tem uma liderança confortável em Recife, depois de ter passado por duas crises graves de audiência –uma no final da década passada, quando o NE1 (equivalente ao SP1) era derrotado pela TV Jornal, afiliada do SBT; e entre 2013 e 2015, quando sofria com o desempenho ruim da programação nacional e com o sucesso de Os Dez Mandamentos, na Record.

Babilônia e A Regra do Jogo, novelas das 21h, tiveram médias gerais abaixo dos 26 pontos, índice baixo para os padrões da Globo.

Hoje, a emissora marca médias de 14 a 15 pontos durante todo o dia, enquanto Record e SBT brigam pela vice-liderança. O canal de Silvio Santos incomoda com as transmissões da Copa do Nordeste, que consegue subir os dados com jogos de times locais.