Conheça régis, o playboy sedutor interpretado por reynaldo gianecchini em ‘a dona do pedaço’

Compartilhe no WhatsApp

Personagem é um bon vivant falido, sustentado pelo cunhado, na nova novela das 9. Ator está fazendo aulas de tênis para o trabalho

Conheça Régis, o playboy sedutor interpretado por Reynaldo Gianecchini em 'A Dona do Pedaço'

Um playboy charmoso, sedutor e sem juízo, que faz canalhices, tem um lado vilão, mas também um lado apaixonado e sensual. Assim é Régis, personagem de Reynaldo Gianecchini em A Dona do Pedaço, próxima novela das 9.

Régis, personagem de Gianecchini, se envolve com Josiane (Agatha Moreira) e juntos armam plano para tirar o dinheiro de Maria da Paz (Juliana Paes), em 'A Dona do Pedaço' — Foto: TV Globo/João Miguel Jr.

O bonitão vem de família tradicional e sempre foi mimado pela mãe, Gladys (Nathalia Timberg). Avesso a trabalho, ele vive à custa do cunhado Agno (Malvino Salvador), marido de sua irmã, Lyris (Deborah Evelyn). E para garantir a boa vida, ele se envolve com Josiane (Agatha Moreira) e, juntos, armam um plano para tirar o dinheiro de Maria da Paz (Juliana Paes).

AULAS DE TÊNIS

Reynaldo Gianecchini faz aulas de tênis para viver o playboy Régis, em 'A Dona do Pedaço' — Foto: TV Globo/João Miguel Jr.

Para compor o personagem, Giane tem se aventurado no universo do tênis. O esporte faz parte do processo de preparação. E apesar da pose de campeão de Roland Garros, um dos principais torneios de tênis do mundo, o ator conta que tem cortado um dobrado.

“Eu nunca tinha tido uma aula de tênis, é mais difícil do que imaginava, mas estou gostando muito dessa preparação. Essa é uma das maravilhas do trabalho do ator, descobrir vários universos, aprender bastante.”

“Régis é um playboy falido, sustentado pelo cunhado, que tá sempre na pose. Ele pratica tênis, frequenta os melhores clubes e quer continuar por cima”, explica Gianecchini.

De Walcyr Carrasco, a próxima novela das nove, A Dona do Pedaço, tem colaboração de Nelson Nadotti, Márcio Haiduck e Vinicius Vianna, direção artística de Amora Mautner, direção geral de Luciano Sabino e direção de André Barros, Bernardo Sá, Bruno Martins Moraes, Caetano Caruso e Vicente Kubrusly. A previsão de estreia é para o primeiro semestre de 2019.