Bbb19: paula desabafa sobre preconceito: ‘fui à delegacia como bandida’

Compartilhe no WhatsApp

BBB19: Paula desabafa sobre preconceito: 'Fui à delegacia como bandida'
Paula von Sperling (à dir.) sai de delegacia após prestar depoimento por racismo, no último dia 15

Campeã do BBB19, Paula von Sperling desabafou sobre as acusações de racismo que recebeu por causa de suas falas no reality da Globo. A bacharel em Direito disse que foi tratada como uma bandida durante o depoimento dado em 15 de abril. “Foi a primeira vez que fui para uma delegacia, e fui para lá como uma bandida”, afirmou em entrevista para o programa de Otaviano Costa na Rádio Globo nesta quarta.

Paula também disse que se surpreendeu ao ser avisada pela sua irmã que era investigada pelo Decradi (Delegacia de Crimes Raciais e Delitos de Intolerância). Para a nova milionária, a denúncia não deverá ter maior repercussão daqui pra frente, porque o programa não está mais no ar. O inquérito está nas mãos do Ministério Público do Rio de Janeiro, que ainda não definiu se inocenta ou processa a ex-BBB.

“Quem me falou do problema foi minha irmã, Monica. E eu fiquei ‘o quê?’. Não entendi nada. Eu fiquei um pouquinho preocupada, só um pouquinho. Notei que precisava corrigir um problema sério em mim, mas eu acho que isso que está acontecendo não vai dar mais tanta repercussão”, opinou a mineira.

Sobre o depoimento dado no último dia 15, Paula disse que os policiais lhe trataram como uma criminosa, o que confessou ter achado um exagero. Ela também revelou que ainda não encontrou Rodrigo França fora do confinamento.

“Foi a primeira vez que fui para uma delegacia, e fui para lá como uma bandida. Eu dei meu depoimento, e enviaram a denúncia para o Ministério Público. Eu quero muito mudar, lá dentro mesmo, o Rodrigo me dava alguns toques. Eu vi que é uma coisa errada em mim, que preciso segurar muito, porque é errado falar o que falei. Até agora, não falei com Rodrigo, mas acho que não tem interesse da parte dele”, completou a ex-BBB.