A dona do pedaço: kim denuncia e ajuda vivi a se livrar de camilo e josiane se afunda ainda mais ao xingar a mãe no tribunal

Compartilhe no WhatsApp

A Dona do Pedaço: Kim denuncia e ajuda Vivi a se livrar de Camilo
Kim, de Monica Iozzi. Foto – Globo.

Em A Dona do Pedaço, Kim (Monica Iozzi) está preocupada com Vivi Guedes (Paolla Oliveira) há um bom tempo e fará de tudo para ajudar a amiga. Por isso, a loira procurará a policial Yohana (Monique Alfradique).

Kim vai atrás de Yohana para dizer que Vivi pode estar correndo perigo em seu casamento com o investigador Camilo (Lee Taylor). E a suspeita de Kim sobre sua cliente acontecerá durante um ensaio fotográfico.

Tudo após Vivi se recusar posar decotada para as lentes de Téo (Rainer Cadete). “Seu marido não vai gostar”, avisa a governanta Berta (Ana Lucia Torre). “Eu estou dizendo, honey… Você está sendo dominada pelo seu marido… É uma relação abusiva”, protesta Kim a Vivi, que a ignora e continuará posando comportada no ensaio.

Pouco depois, Kim e Téo vão a um bar e a amiga de Vivi avisará que o colega de trabalho da policial pode estar abusando da famosa. “O Camilo?”, perguntará Yohana, que não desconfia de nada.

“Ele age de uma maneira muito estranha com a Vivi”, comenta Kim. A policial prometerá então ficar de olho no colega: “Às vezes tenho a impressão de que não é muito ético. Agora que você disse isso sobre a Vivi, me preocupei. Vou ficar de olho nele”.

MAIS EM A DONA DO PEDAÇO:

Mais um desfecho da novela A Dona do Pedaço vem à tona às vésperas do fim do folhetim da Globo. Camilo (Lee Taylor), que foi um verdadeiro carrasco para Vivi Guedes (Paolla Oliveira), acabará a novela morto após sequestrar a influenciadora digital e entrar em confronto com Chiclete (Sérgio Guizé). Nos próximos capítulos da trama, o investigador aparecerá pesquisando casas para se mudar com Vivi (Paolla Oliveira) e mandará as imagens dos imóveis a ela.

De acordo com a jornalista Patricia Kogut, do jornal O Globo, Vivi Guedes estará ao mesmo tempo arquitetando sua fuga com Chiclete. Camilo conseguirá comprar uma casa em um local bastante isolado e contará a novidade a Vivi. “Esta será a nossa casa, Vivi”, disparará ele, chocando a it girl. “Mas não me mostrou outra?”, perguntará ela.

“Aquela era muito perto da cidade. Agora encontrei essa. Poderemos ficar isolados. Em paz. Só nós dois”, disparará Camilo. “Só nós dois”, comentará Vivi. “Não está feliz, Vivi? Ou não quer ir comigo pra lá?”, perguntará Camilo à esposa. “Eu quero, sim. Eu quero. É tudo que sonhei”, mentirá Vivi. “Lá não teremos quartos separados”, revelará ele.

Josiane se afunda ainda mais ao xingar a mãe no tribunal
Maria da Paz e Josiane em cena de A Dona do Pedaço (Foto: Reprodução)

Sempre com esperança na redenção da sua filha, Maria da Paz (Juliana Paes) faz questão de tentar defendê-la no tribunal em A Dona do Pedaço, por mais que não tenha certeza da inocência da herdeira.

Convocada a depor, Maria contará os detalhes do golpe que a filha armou com Régis (Reynaldo Gianecchini) e lamentará: “Vocês sabem o que é pra mim, como mãe, estar aqui? Vendo minha filha ser julgada por crime de morte?”.

Maria segue: “Eu queria tanto que tudo isso não existisse. Que fosse um pesadelo, pra eu me beliscar e acordar agora. Antes meu sonho era ouvir minha filha dizer que me admirava. Minha filha ter orgulho de mim”.

Jô se descontrola e não mede as palavras: “Eu nunca vou ter orgulho de você, boleira”. Seu advogado tenta conter a cliente rebelde: “Não fale assim. Os jurados…”, avisa Tibério a Jô.

Mas a garota rebelde e mimada segue atacando a mãe e jogando na cara suas mágoas: “Eu sofri a vida toda porque minha mãe não passa de uma boleira. Boleira! – gritará a vilã, causando uma péssima impressão”.

Chamada para se defender, Josiane afirmará que é inocente das acusações de assassinato de Jardel (Duio Botta) e Lucas (Kainan Ferraz) e da tentativa de homicídio de Téo (Rainer Cadete). E acrescentará que a morte do mordomo não passou de um acidente.

JOSIANE SE DÁ MUITO MAL:

Após um recesso, o juiz revela sua decisão: “A ré está condenada à pena máxima. Cumprirá 30 anos, de acordo com a lei, em solo nacional. Peço que seja conduzida ainda hoje a um presídio onde cumprirá a pena em cela comum. Este tribunal está encerrado”.

Mas a megera segue se fazendo de vítima: “É tudo um engano. Eu sou inocente. Inocente!!”, grita Jô. Com informações do jornal O Globo.