Amor de mãe: lurdes pede exumação de corpo de criança que seria seu filho

Compartilhe no WhatsApp

Lurdes em cena da novela Amor de Mãe, da Globo (Foto: Reprodução)
Lurdes em cena da novela Amor de Mãe, da Globo (Foto: Reprodução)

Lurdes (Regina Casé) vem fazendo de tudo para reencontrar Domênico, o filho que foi vendido para Kátia (Vera Holtz) por seu marido assim que ela deu à luz sua filha em Amor de Mãe. Agora morando no Rio de Janeiro, ela encontrou uma sacola cheia de dinheiro e conseguiu localizar a traficante de crianças. Acontece que a mulher informará à protagonista que o filho dela morreu pouco tempo após ser vendido, mentindo. Com a informação, Lurdes fará de tudo para entrar em contato com o corpo do bebê.

“Lurdes caminha com o pedaço de papel na mão com o número da gaveta, procurando. Até que encontra a pequena lápide com o nome Domênico dos Santos Silva, 08.04.1991-28.08.1993”, indica o roteiro da cena do cemitério escrito pela autora Manuela Dias, que estreia pela primeira vez no horário nobre da Globo.

Acontece que assim que entrar em contato com a lápide do suposto filho ela terá um pressentimento de mãe. “Meu filho não está enterrado aqui. Meu filho está vivo. A Kátia mentiu pra mim. Domênico não está enterrado aqui”, repetirá ela, que na sequência já aparecerá conversando com a família em casa.

“Eu sei que está parecendo loucura minha, mas não é. Na hora eu acreditei, mas agora eu sei que a Kátia mentiu. Meu coração de mãe está me dizendo que Domênico não está ali”, insistirá ela. “Eu vou tomar um banho. Negócio de cemitério, tem que todo mundo tomar banho, hein? Está cedo, né? Mas de repente me deu um cansaço”, comentará.

Depois, os filhos de Lurdes ficarão preocupados. “Ela está tipo negando a realidade”, comentará Camila (Jéssica Ellen). “A gente vai fazer o quê?”, perguntará Ryan (Thiago Martins). “Não tem o que fazer, ela tem que aceitar que Domênico morreu”, responderá Magno (Juliano Cazarré).

“Até porque a lápide está lá com o nome dele, data, tudo”, dirá ele. Será aí que surgirá a ideia de exumar o corpo, com o maior problema sendo o custo para esse procedimento. “Não sei… Mas a gente precisa dar um jeito de provar que Domênico está morto. Minha mãe não pode ficar achando que meu irmão ainda está vivo”, dirá a professora.