Éramos seis: afonso recebe visita inesperada do passado

Compartilhe no WhatsApp

#ÉramosSeis
Afonso (Cássio Gabus Mendes) ficará boquiaberto ao reencontrar uma pessoa querida na novela das seis

Afonso (Cássio Gabus Mendes) ficará boquiaberto ao reencontrar uma pessoa querida na novela das seis

Após dez anos, Afonso (Cássio Gabus Mendes) voltará a ficar frente a frente com Inês (Carol Macedo) em Éramos Seis. A enfermeira surpreenderá o quitandeiro ao se passar por uma cliente de seu armazém. Mesmo depois de tanto tempo, o comerciante reconhecerá a filha de Shirley (Barbara Reis) e correrá para lhe dar um abraço.

A jovem decidirá voltar a São Paulo ao descobrir que João Aranha (Caco Ciocler) obrigou sua mãe a confiscar todas as cartas enviadas pelo mercador e Carlos (Danilo Mesquita) na última década. Inconformado com a decisão da menina, o advogado chegará a trancá-la em seu quarto para impedi-la de reencontrar o rival.

Ela conseguirá escapar pela janela com o auxílio de uma corda feita de lençóis e alcançará o navio para Santos a tempo de embarcar. “Falta pouco para eu chegar, nem acredito, vou ver meu querido pai, Afonso. E Carlos, meu querido amigo, amado. Juntos, nós três de novo”, refletirá a profissional da saúde, olhando para o horizonte.

Nas cenas seguintes, o vizinho de Lola (Gloria Pires) estará descarregando a sua caminhonete tão concentrado que não prestará muita atenção na aproximação da menina. “Um instante, freguesa, já vou atender”, pedirá o trabalhador, distraído.

“Eu espero, pai”, responderá ela, com um sorriso no rosto. Embasbacado, Afonso deixará cair um saco de feijão no chão e, enfim, reparará na moça. “Mas é Inês, a minha Inês”, constatará ele, envolvendoa jovem em seus braços na cena que será exibida na próxima sexta-feira (6) no remake de Angela Chaves.

Afonso (Cássio Gabus Mendes) sofreu ao se separar da filha adotiva Inês (Gabriella Saraivah)

Afonso (Cássio Gabus Mendes) sofreu ao se separar da filha adotiva Inês (Gabriella Saraivah)

Acerto de contas
Muito emocionado, Afonso revelará à filha que Lola o convenceu a manter o seu quarto do mesmo jeito, pois sabia que um dia eles iriam se reencontrar. “Nunca perdi a esperança, alguns dias ficava mais confiante, outros menos, mas nunca deixei de acreditar que voltaria para me visitar, nem que fosse de passagem”, confidenciará o dono do armazém.

O quitandeiro a levará até o aposento pela mão e mostrará que guarda até hoje um retrato dela ainda criança. “Mas o que houve, por que nunca me deu notícias? Por que nunca me escreveu uma linha sequer? Cheguei a mandar cartas, nunca me respondeu. Achei que tivesse preferido se manter distante”, questionará Afonso.

Inês explicará que os dois foram vítimas de mais uma armação de João Aranha. “Não fui eu que escolhi o silêncio. Preciso lhe contar. E não vai ser nada fácil falar e não sentir raiva, relembrar e perdoar”, explicará a jovem, revirando a bolsa atrás de alguns papéis envelhecidos.

Ela finalmente entregará ao pai de criação toda a correspondência que Shirley manteve escondida durante todos esses anos. “Não quero guardar ressentimento, mas veja com seus próprios olhos o que minha mãe foi capaz de aceitar. João não me entregou as suas cartas. E nunca enviou as minhas. Estão aqui. Só agora chegam às suas mãos”, disparará a personagem na novela das seis.