Malhação, em nova briga, max expulsa guga de casa e em éramos seis, lola esculacha alfredo e o xinga: “filho ingrato”

Compartilhe no WhatsApp

Malhação, Em nova briga, Max expulsa Guga de casa

Em Malhação, parece que Max (Roberto Bomtempo) ainda vai demorar bastante para aceitar a homossexualidade do filho, Guga (Pedro Alves). Mas um primeiro passo será dado em breve.

Tanto é que ele se mostra irredutível sobre aceitar o namoro do herdeiro com Serginho (João Pedro Oliveira). E em breve, o marido de Regina (Karine Teles) procurará o ‘genro’ para pedir que ele fique longe da sua família.

E tudo piora quando Max tenta impedir Serginho de visitar Guga, com quem foi agredido na rua por um bando de homofóbicos. Revoltado com a decisão do pai, Guga então o chama para conversar.

Regina tenta acalmar os ânimos dos dois, já sentindo que pode rolar uma briga, mas Max não se mostra muito amigável: “Eu tenho que trabalhar, Regina. Como você mesma disse, o Guga depende da gente, e agora o filho dele também. Então, mais tarde a gente conversa sobre o Serginho, ok?”.

“O que eu tenho pra dizer não vai tomar teu tempo, pai. Eu tomei uma decisão: eu vou ficar com o Serginho mesmo que você não me apoie”, conta Guga, deixando Max revoltado. Intempestivo, ele ameaça o filho, alegando que não vai bancar as contas dele.

“Você tá me expulsando de casa?”, questiona Guga, querendo tirar a situação a limpo. “Isso mesmo”, confirma Max. Com informações do Observatório da Televisão.

MAX E O GENRO:

Tudo começa quando Max vai até a loja em que Serginho trabalha um dia após o seu filho ser agredido na rua por um bando de homofóbicos. “Oi, Max. Tudo bem? O Guga tá bem?”, quer saber o estudante.

“Oi, Serginho. O Guga não tá bem, não. Ele tá machucado, e podia ter sido pior…”, explica Max, contando em detalhes a violência que o filho encarou. “O que eu tenho pra te pedir, não é nada fácil, mas, por favor, eu gostaria que você nunca mais aparecesse na minha casa”, pede ele, direto. Com informações do Observatório da Televisão.

Éramos Seis, Lola esculacha Alfredo e o xinga: “Filho ingrato”
Éramos Seis, Lola esculacha Alfredo e o xinga: “Filho ingrato”

Em Éramos Seis, apesar de ser o filho rebelde, Alfredo (Nicolas Prattes) foi o único que não quis enganar o pai, indo ao jantar que comemoraria a quitação da casa da sua família – o que, na verdade, nunca ocorreu.

Com isso, ele decide ir para a farra e passa a noite fora enquanto seus irmãos e sua mãe participam da comemoração da falsa quitação da residência da Avenida Angélica, o que muito agrada ao único que acredita nessa história, Julio (Antonio Calloni).

Após o jantar, aguardando a volta para casa do filho, Lola dorme no sofá quando Alfredo chega de mansinho e tira os sapatos. “O que aconteceu, Alfredo? Por que está entrando em casa escondido como um ladrão?”, pergunta.

“Não quero incomodar ninguém“, diz o rapaz. Sua mãe diz que estava esperando por ele. “Quero saber por que sumiu. Custava ter vindo ao jantar?“, pergunta a matriarca. O jovem é afrontoso: “Custava. Não consigo pensar do mesmo jeito que vocês pensam. E eu cansei de tentar dizer as coisas e ninguém me entender“, rebate o filho rebelde.

Irritada, Lola joga na cara dele: “E eu? Não tenho direito de cansar? Ah, já pensou se eu fizesse que nem você? Simplesmente sumisse sem dar explicações? Acha que eu posso fazer isso? Não, Alfredo, tenho que ficar aqui e segurar as pontas. Só porque o ingrato do meu filho resolveu sumir na noite em que o pai dele voltou do hospital”.

ALFREDO NÃO SE CALA:

Ele reage e bate de frente: “Eu agora sou o ingrato. Mas fui o único da família que não aceitou mentir… Enganar o seu Júlio. Então não sou tão errado. Errada é você!”.

“Me julga sem piedade, por quê?”, quer saber Alfredo, que segue: “Vai ver meu pai nem notou que eu não estava presente“, dispara Alfredo. Lola diz que ele notou. Mas fez um esforço danado pra não estragar a noite por causa da ausência.

“Carlos tocou violão, seu irmão é tão… Grato. Ele é grato. Sabe o que eu achei da ótima noite que tivemos? Que foi bom o meu filho ingrato não ter vindo“. Eles então escutam a voz de Júlio chamando e encerram a discussão.