Bom sucesso, diogo faz questão de humilhar nana: ‘não serve nem pra cama’

Compartilhe no WhatsApp

Armando Babaioff em cena de Bom Sucesso como Diogo: vilão dará mais um golpe nos Prado Monteiro

Armando Babaioff em cena de Bom Sucesso como Diogo: vilão dará mais um golpe nos Prado Monteiro

Diogo (Armando Babaioff) pisará sem dó em Nana (Fabiula Nascimento) ao voltar a dar as caras em Bom Sucesso. Depois de assumir o comando da editora Prado Monteiro com mais um golpe, o vilão transformará a vida da ex-mulher em um inferno. Além de fazê-la de empregada doméstica, o crápula humilhará a mãe de Sofia (Valentina Vieira) afirmando que foi “um saco” ficar casado, já que ela não servia “nem para levar pra cama”.

O patife deixará todos chocados ao revelar que é o verdadeiro detentor dos direitos do livro que está tirando a empresa do buraco. Cínico, o mau-caráter exigirá se tornar presidente da firma, caso contrário processará a família até arrancar o último centavo de Alberto (Antonio Fagundes).

Nem mesmo depois de tirar Marcos (Romulo Estrela) da presidência, o advogado pulha se dará por satisfeito. Ainda com o rosto desfigurado após ter levado um soco do namorado de Paloma (Grazi Massafera), o tratante não perderá a chance de espezinhar a antiga companheira.

Ela se revoltará com o ex-marido por tê-la obrigado a afastar não só o irmão, mas também Mario (Lucio Mauro Filho) da companhia. “Isso é só o começo. Estou adorando ver sua família de esnobes sendo obrigada a lamber meus pés como um bando de cachorros vira-latas”, comemorará o personagem de Armando Babaioff na novela das sete.

Hora da vingança

Nana conseguirá ficar chocada quando Diogo afirmar, com todas as letras, que sempre fez esforço para fingir que estava feliz entre os Prado Monteiro. Ela não entenderá os motivos do cafajeste ter aturado durante tanto tempo os parentes que despreza. “Então por que queria ser da nossa família?”, questionará a executiva.

O pilantra terá uma resposta na ponta da língua. “Porque eu queria a herança, mas agora não me interessa mais. Eu estou rico. Graças ao meu livro”, rebaterá ele, deixando a empresária transtornada. “O livro do Eric Feitosa [Jonas Bloch], você quer dizer. Então você nunca me amou? Nem um pouquinho?”, insistirá a personagem de Fabiula Nascimento.

O salafrário cairá na gargalhada. “Não seja ridícula. Aliás, foi um saco conviver com você. Uma mulher que não prestava nem para levar pra cama, vivia pro trabalho. Mas agora, você vai ter uma chance”, anunciará o bandido, cheio de segundas intenções.

“Por acaso você vai querer me transformar numa escrava sexual?”, se desesperará a filha de Alberto, antes de ser menosprezada mais uma vez pelo malandro. “Eu quero é você como serviçal mesmo. Aliás, me traz um café”, desdenhará Diogo nas cenas que serão exibidas em 2 de janeiro no folhetim de Rosane Svartman e Paulo Halm.