Caldeirão do huck tem melhor ibope do ano

Compartilhe no WhatsApp

Luciano Huck no comando do Caldeirão do Huck de sábado (21): edição mais vista do programa em 2019

Luciano Huck no comando do Caldeirão do Huck de sábado (21): edição mais vista do programa em 2019

Exibido após a final do Mundial de Clubes entre Flamengo e Liverpool no sábado (21), o Caldeirão do Huck se deu bem e teve o seu melhor ibope desde outubro de 2018. O programa marcou 16,5 de média na Grande São Paulo. Até então, o recorde de 2019 era a edição com o retorno de Sandy & Junior, que anotou 16,3 pontos em 30 de março.

Com a bola rolando, a derrota do Flamengo para os ingleses na prorrogação teve média de 26,2 pontos, com 52,6% das TVs ligadas sintonizadas na partida. A transmissão completa teve média de 24,9 pontos e foi o programa mais visto no dia, à frente de Bom Sucesso (22,9), Amor de Mãe (22,6) e Jornal Nacional (22,3).

O jogo de futebol aumentou em 14 pontos a audiência da Globo em comparação com os quatro sábados anteriores e mais do que dobrou o ibope da emissora no horário: um aumento de 117%.

No Rio de Janeiro, o Caldeirão do Huck também bateu recorde, com média de 22 pontos de audiência e 48% das TVs sintonizadas no programa. É o melhor desempenho da atração desde julho de 2018.

Na capital fluminense, Flamengo x Liverpool deu 41 pontos, com 74% das TVs sintonizadas na partida. Foi a maior audiência de uma partida do Mundial de Clubes na TV aberta no Rio de Janeiro e deu mais ibope do que as finais das quatro últimas Copas do Mundo.