Cinco nudes mais sem-vergonha nas séries em 2019

Compartilhe no WhatsApp

Os atores Aimee Garcia e Tom Ellis completamente pelados

Os atores Aimee Garcia e Tom Ellis completamente pelados na quarta temporada do drama Lucifer

Em 2019, os nudes na TV foram tão endiabrados que o próprio Diabo perdeu a vergonha e mostrou o bumbum na série Lucifer (Netflix), o que agradou aos fãs mais assanhados. E esse só foi um dos cinco nus mais ousados no mundo das séries neste ano, que teve um festival de pênis no drama Euphoria (HBO) e um show de seios na comédia Glow (Netflix).

A lista ainda conta com um ato de exibicionismo mostrado na comédia alternativa High Maintenance (HBO), na qual uma personagem exibia um dos seus seios para pessoas estranhas, sem mais nem menos. E, claro, teve a polêmica nudez de Maisie Williams em Game of Thrones (2011-2019).

Veja os cinco nudes mais sem-vergonha da TV em 2019:

Tom Ellis segura uma foto em episódio de Lucifer

Tom Ellis segura uma foto em episódio de Lucifer em que o Diabo ficou totalmente peladão

Nu diabólico
Livre das amarras do TV aberta americana, Lúcifer (Tom Ellis) ficou todo assanhado na Netflix. Logo na sua primeira temporada no streaming, a quarta da série, o Diabo mostrou o bumbum. E bastaram apenas seis minutos do seu primeiro episódio na plataforma para o Príncipe das Trevas perder a inibição.

Essa foi só uma das aparições do bumbum diabólico. Também houve aquela na qual Lúcifer usou sua “calça da orgia” para ir trabalhar e quando ele, sem hesitar, ficou complemente pelado para entrar em uma colônia de nudismo estritamente a trabalho, para investigar um crime.

Em High Maintenance, Catherine Cohen não se intimidou em mostrar os seios várias vezes

Em High Maintenance, Catherine Cohen não se intimidou em mostrar os seios várias vezes

Peito de fora

A bizarra High Maintenance é um celeiro dos personagens mais lado B do mundo das séries. No segundo episódio da terceira temporada, a comédia da HBO se superou com uma cliente do traficante de drogas, The Guy (Ben Sinclair), que mostrava os seios para pessoas desconhecidas, sem mais nem menos.

Darby (Catherine Cohen) fazia isso ou por patologia ou só para observar a reação das pessoas ao verem em sua frente, do nada, um peito de fora. As “vítimas” eram, em sua maioria, pessoas que compravam objetos que ela vendia na internet e iam retirá-los no apartamento dela. Ela se tocou do gesto sem pudor somente após ser reprendida ao exibir os seios bem no meio de um mercadinho.

Série cheia de nudez e sexo, Game of Thrones mostrou momento íntimo de Maisie Williams

Série cheia de nudez e sexo, Game of Thrones mostrou momento íntimo de Maisie Williams

Nu inédito

Em 22 de abril deste ano, a atriz Maisie Williams passou o dia entre os nomes mais pesquisados no Google, com direito ao topo entre os assuntos mais comentados no Twitter. Por quê? Ela apareceu nua no segundo episódio da oitava e última temporada de Game of Thrones. Todo mundo queria saber quantos anos ela tinha.

No imaginário do fã, tanto ela quanto sua personagem, a Arya, eram menores de idade. Mas não houve exploração de menor em GoT: Arya tinha 18 anos; Maisie, 22.

Sem dublê de corpo, como outras colegas de série fizeram na hora do nude, ela mostrou um pouco do seio e um pedaço do bumbum antes de uma cena de sexo. O choque, à primeira vista, foi compreensível. Além do fã ter visto a personagem crescer, Arya tinha sim uma aparência infantil.

Euphoria teve um festival de pênis, de todas as formas e tamanhos, em cena em um vestiário

Euphoria teve um festival de pênis, de todas as formas e tamanhos, em cena em um vestiário

Pênis para todos os gostos

Nem com sua primeira série teen a HBO economizou na nudez e no sexo. Logo após um pênis ereto (prótese) exibido no episódio de estreia, Euphoria engatou um festival de pênis (reais) no capítulo seguinte, em um vestiário de um time de futebol americano. Uma cena que contribuiu para o boom do nu masculino da TV em 2019.

Foram cerca de 30 pintos, de todos os tipos, formas e tamanhos, seja de homens gordinhos baixos ou de atletas grandes e trincados. A cena teve um propósito, que foi apresentar ao público como o líder dessa equipe escolar, o quarterback Nate Jacobs (Jacob Elordi), ficava desconfortável ao ver tanto homem pelado junto.

O jovem babaca tinha dentro de si uma dúvida sobre sua sexualidade. E dizia a narradora Rue (Zendaya): “Ele sempre se esforçava para olhar nos olhos dos outros. De vez em quando, ele esquecia e via um pinto de relance”.

Com Glow em Las Vegas, a protagonista Alison Brie brincou de ser uma showgirl desinibida

Com Glow em Las Vegas, a protagonista Alison Brie brincou de ser uma showgirl desinibida

Seios para todos os gostos

A terceira temporada de Glow fugiu da luta e entrou de cabeça em dramas, que foram de feminismo a problemas com a imigração. E aproveitou para colocar os seios de fora. Até a vencedora do Oscar Geena Davis, que entrou na série nessa leva de episódios, no auge dos seus 63 anos, mostrou estar com tudo em cima e fez um topless esplendoroso, com um adesivo por cima dos mamilos.

A proposta da comédia, que tem mulheres diretoras, não foi colocar as atrizes peladas apenas pela nudez. As situações nas quais cinco atrizes mostraram os seios completos e sem censura (Alison Brie, Betty Gilpin, Jackie Tohn, Shakira Barrera e Kate Nash) não foram gratuitas. Ou estavam em um momento de zoeira ou amoroso. Até a parcela feminina do público aprovou as cenas ousadas.