Éramos seis: alfredo se recusa a participar de velório de júlio: ‘nem para salvar meu pai eu servi’

Compartilhe no WhatsApp

O rapaz fica inconsolável com a morte do pai e decide não participar da cerimônia em ‘Éramos Seis’

Alfredo (Nicolas Prattes) desabafa com Julinho (André Luiz Frambach) em 'Éramos sEIS' — Foto: Globo

Alfredo (Nicolas Prattes) desabafa com Julinho (André Luiz Frambach) em ‘Éramos sEIS’ — Foto: Globo

Mesmo com tanto esforço de Lola (Gloria Pires), a harmonia da família era constantemente abalada pelas brigas de Júlio (Antonio Calloni) e Alfredo (Nicolas Prattes). Em Éramos Seis, pai e filho não conseguiam se entender de jeito nenhum.

Justamente por isso, todos ficaram emocionados quando o menino doou sangue para tentar salvar a vida do pai. Após o procedimento, Júlio ainda agradeceu ao filho. A esperança de todos era que a transfusão fosse o suficiente para que o patriarca sobrevivesse, mas, infelizmente, ele faleceu – justamente no mesmo dia em que eles tiveram uma briga por causa de Marion (Ellen Rocche).

Alfredo (Nicolas Prattes) se recusa a participar do velório de Júlio (Antonio Calloni) — Foto: Globo

Alfredo (Nicolas Prattes) se recusa a participar do velório de Júlio (Antonio Calloni) — Foto: Globo

Na novela das 6, o rapaz sentirá tanto a morte do pai que nem conseguirá participar do velório. Alfredo até tenta, mas as lembranças da convivência conturbada com Júlio o deixarão muito abalado. Em um rápido desabafo com Julinho (André Luiz Frambach), ele dispara:

“Nem pra salvar meu pai eu servi. Meu sangue não deu nem pra isso.”

Em seguida, sobe para o quarto, e Lucio (Jhona Burjack) tenta acalmá-lo, mas Alfredo não consegue superar a dor, reflete sobre a relação que tinha com o pai, e explode em pranto:

“Qual é o sentido da vida se não foi pra eu ser amigo do meu pai? É isso que me traz revolta! Entenda uma coisa, Lúcio: eu briguei com o meu pai no dia em que ele morreu por conta da Marion. O meu pai não está mais aqui. O meu pai morreu! E quem vai carregar essa culpa sou eu!”

Alfredo (Nicolas Prattes) não supera a dor pela morte de Júlio (Antonio Calloni) — Foto: Globo

Alfredo (Nicolas Prattes) não supera a dor pela morte de Júlio (Antonio Calloni) — Foto: Globo

Éramos Seis é escrita por Angela Chaves, baseada na novela original escrita por Silvio de Abreu e Rubens Ewald Filho, livremente inspirada no livro de Maria José Dupré. A direção artística é de Carlos Araújo.