Éramos seis: cheia de dívidas, lola se humilha e pede favor a assad

Compartilhe no WhatsApp

Lola (Gloria Pires) passará por dificuldades até para colocar comida na mesa depois da morte do marido

Lola (Gloria Pires) passará por dificuldades até para colocar comida na mesa depois da morte do marido


Lola (Gloria Pires) encontrará dificuldades até para colocar comida na mesa após a morte de Júlio (Antonio Calloni) em Éramos Seis. A dona de casa irá atrás de Assad (Werner Schünemann) para saber se o marido ainda tem vencimentos a receber, mas o turco se negará a ajudá-la. A viúva, sem saída, implorará para que ele contrate Julinho (André Luiz Frambach) como vendedor para a vaga que era de seu marido na loja de tecidos.

Em apuros para pagar as contas, e com quatro filhos debaixo da sua asa, a irmã de Clotilde (Simone Spoladore) precisará deixar o orgulho de lado para alimentar toda a família. Ainda de luto, ela surpreenderá o comerciante ao aparecer no estabelecimento para lhe pedir um favor.

“O senhor me perdoe a liberdade que estou tomando. Deve imaginar as dificuldades que estamos enfrentando. Desde que o Júlio foi para o hospital da primeira vez, já ficou sem poder trabalhar. E receber, então já viu”, explicará a senhora, à espera da solidariedade do companheiro de Karine (Mayana Moura).

Sovina, o empresário não se mostrará disposto a estender sua mão para os Lemos. “Aqui a situação ficou difícil também, porque eu segurei o lugar do Júlio até o final”, desconversará o personagem de Werner Schünemann em cena que será exibida nesta quinta (5) no remake de Angela Chaves.

Pedido inusitado
Sem nenhum dinheiro na carteira, a mãe de Carlos (Danilo Mesquita) precisará respirar fundo para ir direto ao ponto com Assad. “E eu agradeço, mas o que eu gostaria de saber é se não ficou nada que o Júlio ainda devesse receber pelo tempo que trabalhou”, insistirá a matriarca.

O pai de Soraia (Rayssa Brattilieri) será firme ao negar uma recompensa pelas décadas de trabalho. “Dona Lola, eu já dei o que podia, tive toda a consideração. Outro teria arrumado um novo empregado nos primeiros sinais de doença. Eu fui além das minhas obrigações por consideração”, disparará o empresário.

Humilhada, a viúva se calará de uma vez por todas ao ver que a discussão não levará em nada. Antes de ir embora, contudo, a mulher de Júlio será assombrada por uma ideia de última hora e pegará o turco no susto com um pedido irrecusável.

“Seu Assad, a vaga de vendedor que está anunciando… Se pudesse colocar o Julinho já nos ajuda bastante”, proporá a dona de casa. Ela conseguirá dobrar o lojista na novela das seis da Globo.