Músico bira, do sexteto do programa do jô, morre aos 85 anos em são paulo

Compartilhe no WhatsApp

Ubirajara Penacho dos Reis,  do Jô Soares

Ubirajara Penacho dos Reis, o Bira, ficou famoso por trabalhar com Jô Soares durante 25 anos na TV

O músico Ubirajara Penacho dos Reis, mais conhecido como Bira, baixista do sexteto musical do Programa do Jô, morreu na manhã deste domingo (22), aos 85 anos, em São Paulo. Ele estava internado desde a última sexta-feira (20) no Hospital Sancta Maggiore, na Mooca (zona leste da capital paulista), após sofrer um AVC (Acidente Vascular Cerebral).

Ainda não há informações sobre o velório e sepultamento. De acordo com a família, ele morreu às 7h depois de sofrer uma parada cardíaca.
Ubirajara Penacho dos Reis ficou famoso ao interagir sempre de maneira bem-humorada com o apresentador Jô Soares no extinto Programa do Jô, da Globo. Atendendo um pedido da família, os amigos e o hospital não estavam divulgando  informações a respeito do estado de saúde do músico até a manhã deste domingo.

O acidente vascular cerebral foi confirmado por Beto Campos, produtor e empresário do músico. “Seu quadro é crítico porque ele já está com uma idade avançada”, informou ao Notícias da TV na sexta-feira (20).

Ubirajara Penacho dos Reis, o Bira, nasceu em Salvador, na Bahia, em 5 de setembro de 1934. Ele ganhou fama a partir da década de 1990, quando assumiu o baixo do então quarteto musical (Miltinho, Bira, Rubinho, Edmundo Villani-Côrtes) do talk show de Jô Soares no SBT, o Jô Soares Onze e Meia.

Trabalhou na emissora de Silvio Santos entre 1991 e 1999. De 2000 a 2016, foi funcionário do Programa do Jô, na Globo.
Bira tocava baixo na TV, mas sabia também de outros instrumentos. “Sou autodidata. Nunca estudei música, nem nada. Fui aprendendo com meus amigos”, disse em entrevista ao programa The Noite, em 2018.

O músico era reconhecido por Jô como o mais disciplinado do sexteto e o único que não esquecia o aniversário do apresentador, em 16 de janeiro. “Ele já me falou que eu sou o único músico que nunca esqueceu o aniversário dele”, contou ao Gshow em 2016, ano que o Programa do Jô chegou ao fim.

Antes da gravação da última edição da atração na Globo, ele confessou que seria difícil abandonar a rotina de trabalho: “Eu amo demais esse gordo. Demais mesmo. Eu acabei de falar para os meus amigos aqui que eu não sei como vou sair daqui quando acabar a gravação. Eu venho trabalhar cheio de alegria”.

Desde que saiu da TV e parou de trabalhar em talk shows, Bira falava em entrevistas que sentia um vazio. “Sinto muita falta. Minha mulher fala que eu não estava preparado para o término do programa, e não estava mesmo. Tomei um soco no queixo que ainda não levantei. Eternamente vou sentir falta”, revelou, no ano passado.

Além da qualidade musical, o baiano também era famoso por sua risada, que ecoava pelo estúdio de Jô Soares a cada piada do apresentador ou de convidados. Assista abaixo um vídeo publicado pelo canal do YouTube da Globo em 2014, com o título: “Bira cai na risada”.