O ano insano de neymar fora de campo: anitta, najila e mauro naves demitido

Compartilhe no WhatsApp

Neymar e Anitta juntinhos no Carnaval

Neymar e Anitta juntinhos no Carnaval: ano do jogador foi mais movimentado fora do que dentro de campo

Principal jogador de futebol brasileiro na atualidade, Neymar Jr. teve um ano muito mais movimentado fora do que dentro de campo: flagra de um beijo na boca em Anitta durante o Carnaval, investigação por estupro após acusação da modelo Najila Trindade e até a demissão do repórter Mauro Naves da Globo foram temas de sua vida pessoal.

Pelo lado profissional, o atleta sofreu com lesões e ficou praticamente sete meses impedido de jogar futebol. Ele não conseguiu disputar a Copa América no Brasil, além de ter ficado de fora de partidas importantes do Paris Saint-Germain.

O ex de Bruna Marquezine passou 2019 solteiro, com notícias de um affair aqui ou ali. Já no início do ano, após uma festa de Réveillon que deu em Barra Grande, na Bahia, Neymar criou amizade com duas bailarinas do Faustão, Erika Schneider e Isabella Arantes. Mas parece que tudo não passou de uma proximidade de verão.

Após uma lesão no pé direito em janeiro, o camisa 10 da seleção veio ao Brasil na época do Carnaval para tratar seu problema. Como já estava por aqui, aproveitou para curtir a folia noturna que só essa ocasião oferece. Ele foi flagrado beijando Anitta em um camarote da Sapucaí, no Rio de Janeiro.

Inicialmente, a cantora utilizou os Stories, na rede social, para negar ter ficado com o craque e amigo. O colunista Leo Dias desmentiu a versão da funkeira ao divulgar um vídeo em que os dois estão agarrados. Ela, então, mudou a sua versão e confessou ter beijado Neymar –e não só ele, como “metade do camarote” carioca.

Por causa disso, Bruna Marquezine chegou a desativar sua conta no Instagram, mas negou que a motivação tivesse sido o ciúme do ex-namorado.

Caso Najila

Já recuperado da lesão, Neymar se preparava para defender a Seleção Brasileira na Copa América quando sua vida virou de cabeça pra baixo. Em 31 de maio, Najila Trindade registrou um boletim de ocorrência contra ele na 6ª Delegacia de Defesa da Mulher, em Santo Amaro, zona sul de São Paulo.

No relato, a modelo disse que teria sido vítima de estupro e violência física em um hotel de Paris. Em 1º de junho, quando a acusação foi divulgada pela imprensa, o camisa 10 estava concentrado com a seleção. Em meio à repercussão do caso, Neymar entrou em campo em 5 de junho no amistoso contra o Qatar.

No entanto, o atleta saiu machucado ainda no primeiro tempo. Ele rompeu o ligamento do tornozelo direito e foi cortado da Copa América, que teve início no dia 9. Ele ainda foi ouvido duas vezes pelas autoridades policiais, uma no Rio de Janeiro e outra em São Paulo.

Najila trocou de advogados, concedeu entrevistas na TV e afirmou que tinha um vídeo para provar suas acusações –o problema é que, segundo ela, o material havia se perdido juntamente com um tablet roubado. Resultado: em 8 de agosto, a Vara de Violência Doméstica e Familiar Contra a Mulher de SP acolheu a manifestação do Ministério Público e arquivou o processo por falta de provas.

Repórter espotivo da Globo, Mauro Naves

Repórter espotivo da Globo, Mauro Naves foi demitido após envolvimento no caso Najila

Nesse meio tempo, quem sofreu uma grave consequência foi Mauro Naves, demitido da Globo em julho. O repórter esportivo, que estava na emissora havia 31 anos, foi punido porque teria atuado como intermediador de uma tentativa de acordo entre Neymar Jr. e José Edgard Bueno, o primeiro advogado de Najila.

A emissora reprovou essas “ligações perigosas” e divulgou uma nota contra a atitude do jornalista no Jornal Nacional.

Após a lesão em junho, Neymar ficou longe dos gramados até setembro. Nos quase três meses de molho, além de ter enfrentado a acusação de estupro, ele participou do Programa Silvio Santos, gravou especiais de fim de ano e fez ações de marketing.

O craque ainda teve um reality numa plataforma de streaming esportivo e também fez uma participação especial na terceira temporada de La Casa de Papel, da Netflix.