Coroa empoderada em bom sucesso, angela vieira diz que brasil é preconceituoso

Compartilhe no WhatsApp

Angela Vieira interpreta a personagem Vera, uma coroa empoderada na trama de Bom Sucesso

Angela Vieira interpreta a personagem Vera, uma coroa empoderada na trama de Bom Sucesso

Angela Vieira tem vivido uma trajetória interessante com seu papel em Bom Sucesso. Ela interpreta Vera, uma senhora divorciada que chegou na novela muito confusa, querendo casar com Alberto (Antonio Fagundes), e evoluiu ao longo da trama. A personagem hoje é empoderada, criativa e conselheira, e a própria atriz se sente orgulhosa por representar a terceira idade em um país que ela define como preconceituoso com idosos.

Vera entrou na novela das sete no início de novembro, como um novo interesse amoroso para Alberto. Depois de propor casamento para o dono da editora e ter o pedido recusado, ela repensou sua vida, colocou seu foco em retomar a carreira e se reaproximou do personagem de Antonio Fagundes, de quem prometeu ser companheira até o fim da vida.

Aos 67 anos, Angela Vieira diz que Vera é muito bem construída e que se identifica com o humor e o otimismo da personagem. Ela também se sente bem ao levar ao público que um casal de idosos pode se encontrar e ser feliz nessa fase da vida.

“Lamento por ainda termos essa postura em relação às pessoas mais velhas [de desvalorização]. Não levanto bandeira, mas sigo minha vida tentando me manter ativa, atenta e rejeitando qualquer tipo de preconceito. O Brasil ainda é um país muito preconceituoso. Para um relacionamento amoroso não há regras etárias”, afirma.

Nos últimos capítulos de Bom Sucesso, Vera estará ao lado de Alberto, tanto nos momentos bons, caso da emocionante despedida do personagem, quanto no aperto. Ela irá com ele para o hospital quando o pai de Marcos (Romulo Estrela) pegar pneumonia. “Fagundes é um grande ator e um ótimo colega. Temos nos divertido”, ressalta a atriz.

A novela das sete chega ao fim como um sucesso para o horário no próximo dia 24, e Angela Vieira já sabe como gostaria que fosse o desfecho de sua personagem: “Penso que o futuro da Vera pode ser o caminho ao qual ela está se propondo: retomar a vida profissional e, por que não, viver um belo amor”.