Vilã na tv, arieta corrêa sofre ameaça no avião: ‘vontade de te dar três murros’

Compartilhe no WhatsApp

Arieta Corrêa como a Leila em cena de Amor de Mãe

Arieta Corrêa como a Leila em cena de Amor de Mãe; personagem faz de tudo para atrapalhar romance do ex-marido

Desde que Leila acordou do coma em Amor de Mãe, Arieta Corrêa não teve mais sossego. Intérprete da personagem, a atriz foi hostilizada recentemente em um avião por conta das maldades de sua vilã. Indignada, uma passageira ameaçou agredi-la durante o vôo. “Vontade de te dar três murros”, relembra ela ao Notícias da TV.

Nem todas as reações do público, entretanto, são tão acaloradas assim. “Quando vou na rua fazer as coisas, afinal ainda sou mãe e dona de casa, percebo que as pessoas gostam da Leila também. Tem uma coisa, um brilho no olho. E a raiva, claro, até porque ninguém gosta de mentira”, pondera a artista.

No folhetim de Manuela Dias, a mãe de Brenda (Clara Galinari) esconde qualquer avanço em seu tratamento para não se afastar de Magno (Juliano Cazarré). “Quando ela ficar boa, vai ter que ir embora daquela casa, então ela não quer melhorar nunca. Ele não é só o marido, mas é família, a única coisa que ela pode ter de volta depois de oito anos desacordada”, justifica.

Por outro lado, ela vai jogar sujo para separar o filho de Lurdes (Regina Casé) de Betina (Isis Valverde). Disposta a qualquer coisa para retomar o casamento com o frentista, Leila será capaz de denunciá-lo à polícia para afastá-lo de uma vez por todas da namorada.

A enfermeira surtará ao descobrir que está se deitando com o suposto assassino de seu irmão, deixando caminho livre para que a rival retome a sua vida. “Ela tem momentos horríveis sim, não tem como ser hipócrita e dizer que não está errado. É inescrupuloso passar por cima dos outros. Eu sei que ela faz coisas que não são legais e ainda vai piorar”, adianta a paulista, aos 42 anos.

Máquina do tempo

Arieta passou a entender melhor as motivações de sua personagem ao se colocar em seu lugar. “Ela também é vítima, não é frescura. Sou mãe de Gael, de 11 anos. Imagina lembrar de um filho bebê e, de repente, reencontrá-lo já crescido. Eu fico arrepiada só de pensar. É uma situação insuportável. Duro, cruel. Então, se a gente quiser, consegue colocar a Leila no colo”, analisa.

Ela precisou até mesmo mudar a voz para o papel. “A Leila me dá muito trabalho, graças a Deus. Quem fica muito tempo em coma, tem muita dificuldade para voltar a falar. Na vida real, demoraria muito mais tempo, mas na novela precisava dessa verdade, pontuar, colocar uma cor. Quem é observador consegue perceber”, afirma a artista.

Ela ainda perdeu 5,5 quilos por conta própria para reforçar a imagem de uma pessoa que passou tanto tempo internada. “Percebi que pessoas no hospital, não sei se é coisa da minha cabeça, murcham. Eu já sou ossuda, mas achei que ia ficar bom. Já ganhei 3 de volta, porque o José Luiz Villamarim [diretor artístico da produção] achou que eu tava muito magra”, confidencia a intérprete.